Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Aspas
 


O CAOS EM MEIO A ESPERANÇA

... Enquanto a fábrica não produz nada de novo.


          "É dito que o ser humano tem uma enorme capacidade de adaptação, e eu concordo. O que não é dito é que nós temos a capacidade de escolher ao que se adaptar. Se adequar a atos éticos é favorável, ao caos, não! Nós chegamos a um ponto quando apenas ser roubado é bom! Claro que em relação a isso pouco temos a fazer, mas o que me irrita é a facilidade com a qual aceitamos as coisas, sem, se quer, questionar. As pessoas se adequam a moda, a estética, ao consumismo, a religião, a mídia... Elas se adequam ao sistema sem, ao menos, questioná-lo! As pessoas perderam a capacidade de pensar. Mas, claro, a vida é muito corrida, tempo não há, elas querem sair, conquistar cargos, namorar, comprar roupas, afinal, elas querem ser felizes! E agora eu vos pergunto: concordo, tudo isso é muito bom, mas como conquistar a felicidade sem parar e pensar onde ela está, sem saber o que ela significa para você?! Porque, até onde eu sei, não existem remédios e nem regras para alcançá-la.

          Há um tempo eu venho observando, e eu pude notar o quanto as pessoas estão necessitadas de atenção e carinho, e é por isso que elas buscam tão desesperadamente uma companhia (e aí a efemeridade dos relacionamentos): é um refúgio, um refúgio de si mesmas. Infelizmente, o nada entre as pessoas aumenta a cada dia, e a simples demonstração de amizade e admiração por uma pessoa, já é tida como interesse ou paixão arrebatadora! Realizar atos solidários? Meio caminho andado para ser pontificado, para o alvo da ajuda então, a distância encurta drasticamente. E a culpa, de algo que deveria ser natural se tornar tão admirável, é de quem? Nossa!

           Nós nos tornamos incapazes de sermos nós mesmos, apenas. É claro que ninguém é uma ilha e todos devem se comportar de acordo com o contexto, dignos do título de cidadão, mas a questão é saber onde está o limite entre o meu eu e o que me é imposto. O Futuro deve se adaptar da melhor forma possível às circunstâncias, mas sem perder a espontaneidade. É dito que todos nós somos únicos, racionalmente eu sei disso, mas emocionalmente não é o que eu sinto, ao contrário, acho que nós nunca estivemos tão iguais! É chegado um ponto, quando não mais sabemos se ser racional é tão melhor do que a irracionalidade, a um ponto onde ser tido como louco tornou-se um elogio. Pensem nisso..."

(2005)



Escrito por Alana às 16h35
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]