Arquivos

Votação
 Dê uma nota para meu blog

Outros links
 UOL - O melhor conteúdo
 BOL - E-mail grátis




Aspas
 


O fRevente sol de um antigo Recife a sorrir

Quisera eu permanecer sempre com esse olhar...
Há alguns ângulos de abertura do ponteiro sobre o relógio,
Assim eu venho,
Com o olhar em essência para a essência da vida;
Beleza em tudo eu vejo,
E conserto percebo no imperfeito.

E um amor de mim transborda,
De um amor que não sei bem de onde vem...

Talvez da música que desde cedo ressoa em meus ouvidos,
Do riso descontraído de minha família pelos corredores da casa,
E que por vezes tanta falta faz;
Do frevoar dos blocos que traz consigo as lembranças da alegria de um povo anestesiado...
Dos passos, do colorido, do quanto se pode ser feliz na desordem perfeita de um mundo imperfeito.
Ah... Como é bom o carnaval!

A leveza de um clima encantando
A repousar o peso dos homens nos mágicos gigantes bonecos de Olinda...
A doença esquecida,
O sofrimento camuflado,
A lágrima seca pelo fRevente sol de um antigo Recife a sorrir.
Ah... Como é bom o carnaval!

E estando assim, de olhos, ouvidos e coração aberto,
Se enxerga melhor a vida, as pessoas, a si mesmo...
Tem-se vontade de ajudar mais, de sentir melhor, de tocar e beijar com ternura aqueles que te cercam.
Porque, mesmo na ilusória embriaguez de um povo esquecido pela razão,
Não é só no natal o tempo de reflexão:
É no carnaval quando o coração desce pro pé, responde na face com um sorriso e todos viram irmãos!

(Fev. 2012)



Escrito por Alana às 22h44
[] [envie esta mensagem
] []



 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]